OUTONO NO GERÊS


Agradeço o Convite do blogue  Espaço Aberto, para participar na 1ª. postagem colectiva com o tema "Outono".
E, porque adoro caminhar resolvi partilhar uma deliciosa caminhada feita no Gerês onde, juntamente com um grupo de amigos, vivi momentos únicos e inesquecíveis.

Venham comigo e sintam a sensação da verdadeira liberdade e felicidade.

Terras do Bouro
Trilho Águia do Sarilhão – Campo do Gerês

Gerês- Portugal


Iniciamos a caminhada de manhã cedo.
O céu envolvia-nos com o seu manto azul e o sol começava a espreitar atrás das montanhas.

o início da caminhada
Rapidamente surgiu o trilho, de terra batida, ladeado por densa vegetação.
As cores misturavam-se com tal mestria que a paisagem era ainda mais bela do que habitualmente.
Os tons verde, castanho e dourado combinavam-se com tal harmonia que faziam inveja a qualquer artista que por ali passasse.
Carvalhos e medronheiros deixavam cair seus frutos maduros e um tapete de vários tons estendia-se à nossa passagem.

uma paisagem bonita faz-nos soltar lindos sorrisos

Medronhos!
Oh, que frutos pequeninos e saborosos…….sorrisos, recordações, olhos brilhantes, bocas vermelhas.
Aconselhados pelos mais velhos, os mais novos do grupo quiseram experimentar.

Ah, afinal são tão bons e saborosos… sorrisos, olhos brilhantes, bocas vermelhas.
  
medronhos maduros

Tempos que voltaram e que se viveram tão intensamente como outrora.
São estas pequenas coisas que nos tornam verdadeiramente felizes!
A descida, a subida e lá estava o cume de uma rocha granítica gigante.
 Que magnífica paisagem!
Que liberdade!
O sol, a água, a terra e o vento.
A natureza em perfeito equilíbrio!


sentindo o calor do sol de Outono


Ao longe as águas, represadas pela barragem que atravessam a serra do Gerês, eram azuis e, com o calor que se fazia sentir, convidavam a um bom banho ou a um passeio romântico de barco.
Por segundos lembrámos que debaixo daquelas águas ainda existem as ruínas das velhas casas de pedra de Vilarinho das Furnas mas os medronheiros, acessíveis às nossas mãos ávidas de colher esses frutos vermelhos e maduros, e as pedras lisas onde nos sentámos e deitamos  para saborear aquele sol tão quente de Outono rapidamente nos fizeram esquecer essas tristes lembranças.

A hora do almoço aproximava-se e voltámos ao caminho.
Depois de uma subida lá estava a descida por entre pedras soltas e gastas pelo tempo.
Pé aqui, escorregadela ali e numa sinfonia deliciosa de pés, um aiiiii se mistura com o canto mavioso dos pássaros e dois caminhantes rolam naquelas pedras cheias de segredos.
Ui, uiiii...braços arranhados, cabeça esfolada, coração batendo apressadamente e rapidamente socorremos aqueles caminhantes corajosos, que num ápice  se recompuseram para terminarem a complicada descida.

 momentos para mais tarde recordar

Paralelo ao rio, o caminho era de novo de terra batida onde não faltavam amoras maduras e saborosas prontas a serem colhidas.
As abundantes silvas, emaranhadas, trepavam nos muros cobertos de musgo verde fazendo com que voltássemos ao passado.
Oh, musgo!
O Natal, o presépio, a infância…tantas recordações!
O chão era coberto de cogumelos, bolotas e folhas amareladas caídas de carvalhos seculares.
Tantos segredos que escondiam aquelas árvores gigantes e por momentos senti o seu abraço de protecção e cumplicidade.
Um sorriso desenhou-se no meu rosto cansado e senti-me una com a natureza.
Que sensação maravilhosa e que mistura de cores e de sabores tão harmoniosa.
 Bendita natureza!
Um lugar aprazível, cheio de relva, foi escolhido para o almoço e merecido descanso.
Deixando que o suave vento de Outono levasse para longe nossas preocupações, deitámos nosso corpo na relva verde e macia para relaxar, ao som da voz de uma caminhante.
Mais tarde, no silêncio da serra, descansaram uns enquanto outros observaram, com um sorriso no rosto, as massagens que se iam fazendo em nome do bem-estar e do equilíbrio do corpo e da mente.
Momentos de verdadeiro relaxamento!
Momentos de silêncio interior e exterior!
Momentos de sorrisos, de sonhos, de perguntas, de respostas….
A natureza e nós!
E, eis que o silêncio se quebra ao som de chocalhos das cabras montês que num instante invadem o nosso refúgio.

 cabras montês

O enorme rebanho que nos rodeou, nuns escassos segundos, fez-nos soltar risos e exclamações!
Tanta cor, tanta vida, tanta sabedoria!
Os saltinhos sábios dos cabritinhos para passar o riacho, que corria vagaroso mesmo à nossa frente, e o olhar atento do cão, que na sua missão de guarda certamente contava uma a uma cada cabra do seu rebanho, fizeram as nossas delícias.
Pensei nesta altura que é vivendo momentos de beleza e simplicidade como este, que nos tornamos em seres mais conscientes e mais sensíveis para podermos sentir a verdadeira essência da natureza.
O silêncio da serra voltou e com ele mais momentos de verdadeira tranquilidade e liberdade.
Tanta paz!
Olhos que se fechavam enquanto os corações batiam calmamente.
Olhos que se abriam para olhar os últimos raios de sol daquele dia de Outono.
Por ali ficamos mais algum tempo saboreando cada instante e agradecendo à natureza tanta generosidade.

Obrigado Mãe Terra!
Obrigado PAI!

40 comentários:

Manu disse...

Olá Canduxa!
Ao ler este testemunho senti estar a voltar atrás no tempo e às minhas caminhadas pelo Gerês. Bela forma de dar a conhecer esta maravilha da Natureza que não é só nossa mas do mundo. Beijo

Espaço Aberto disse...

Canduxa... Obrigada por nos levar contigo por essa caminhada maravilhosa.

Fico feliz por esse momento com os novos amigos, para mim é uma forma de criarmos laços mais fortes!

Obrigada por estar conosco!

Um abraço carinhoso

•.¸¸.•*♥*•.¸¸.• Sanzinha •.¸¸.•*♥*•.¸¸.• disse...

Canduxa,

Que delíciiiaaaaaa!
Senti até o cheiro do campo!
E que fotos lindas, hein?

Uma delícia o seu post, parabéns!

Beijo grande e obrigada por participar com a gente!

Mel disse...

Uma viajem fantástica..
que não dá vontade de voltar,
um privilégio para poucos,
obrigada por compartilhar um momento tão especial quanto este!

Carol Lina disse...

Adorei esta postagem coletiva! Estou vendo outonos que não esperava! heheh
Muito legal este passeio que fizemos contigo!

Andreia disse...

Olá querida,
que linda caminhada e participação!
Adorei viajar contigo neste magnífico
mar de paisagens!
Amei tua participação.
Venha me ver em:
http://andreia-tempestade.blogspot.com/2010/04/e-com-imenso-prazer-que-participo-da.html
Beijo na alma...

Wilson disse...

Caminhar numa paisagem dessa deve ter revigorado a alma.
Tudo muito lindo.
Parabéns pela sua participação, Canduxa!

Obrigado por estar conosco.

Beijo no coração.

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá, belas fotografias de maravilhosa caminhada...Espectacular....
Beijos

Pelos caminhos da vida. disse...

Adorei caminhar com vc amiga nessa linda blogagem, eu tb estou participando pela primeira vez(cá entre nós tinha receio de não dar certo), mas depois do post pronto estou adorando participar.

Fim de semana iluminado.

beijooo.

Mona Lisa disse...

Olá Canduxa

Conseguiste prender-me à tua descrição e fiz a caminhada contigo.
Senti liberdade, alegria e todas as sensaçõe maravilhosas que o contacto com a natureza nos proporciona.
Ahhhh...recordei o sabor delicioso dos medronhos que há tanto tempo não provo.

Fizeste-me sorrir!

Bjs.

Sonia Pallone disse...

Oi, aproveitando a interação dessa postagem coletiva sobre o Outono, vim conhecer seu espaço e te convidar pra ir lá no meu Solidão de Alma...Fiquei feliz de poder abraçar com você essa estação tão linda e poética, cujos sons fecundam o silêncio e enternece os olhares...Beijos&Carinhos

Tatiana disse...

Olá Canduxa...
Primeiro quero agradecer por você ter aceito o convite.

Sua postagem é daquelas que nos envolve... Vamos lendo e nos sentindo parte do todo!

Gostei muito!

Um beijo muito carinhoso para você

Carmem L Vilanova disse...

Uma publicação totalmente envolvente e incrível!
Senti-me lá, caminhando contigo, vivendo caada uma de tuas vivências tão encantadoras!
Parabéns!
Beijos, flores e muitos sorrisos!

José disse...

Olá Caduxa!
Já fui convidade para ir ai ao Gerês, ao encontre Nacional de poesia, mas nunca me foi possivel ir, mas é um dos lugares que está na minha agenda ter que visitar, gostei de tudo o que vi por aqui, se me deixar voltarei mais vezes.

receba meus cumprimentos,
José.

Louise Oliveira disse...

Só assim eu caminhei. rss
Gostei do seu blog. Bjs! Lu

Hod disse...

Canduxa, praticamente às postas do Verão, traz para este lado do Atlantico Sul os Caminhos do Gerês. Bela tua participação nessa Coletiva.

Forte abraço, Alôha,

Hod.

angela disse...

Lindas fotos e lindo relato desse passeio.
beijos

lis disse...

Bela participação na blogagem coletiva do Espaço Aberto, Canduxa
um dia de Outono cheio de cores e alegria
Parabéns. Da próxima quero participar.
Obrigada por permitir e gostar da participaçãp do aniversário do blog. Hoje é o dia que encerro as comemoraçoes com as úlimas postagens dos amigos.
deixo meus abraços

RESILIÊNCIA disse...

Canduxa - Minha poetisa de Além mar

Tão distante, longe até... mais caminhei junto de todos...consegui sentir até o aroma desta terra lusitânia que tanto me encanta.
Parabéns. um grande abraço

Majoli disse...

Canduxa, minha doce amiga, caminhei junto a ti ao te ler, ao ver tão belas paisagens, rostos sorrindo...ah que delícia de passeio.

Encantada do lado de cá desse mar que nos separa.

Beijos com muita ternura minha amiga querida.

Sandra disse...

FICOU SUPER LEGAL A SUA POSTAGEM..
PARTICIPAR DAS COLETIVAS E SE COMUNICAR AINDA MAIS COM AS PESSOAS. É TROCAR MENSAGENS, PENSAMENTOS E ACIMA DE TUDO CONSTRUI UMA GRANDE AMIZADE. CONSEGUIMOS ATRAVE´S DAS COLETIVAS NOS INTERAGIR E CONSTRUIR UM GRANDE CIRCULOS DE AMIGOS VIRTUAIS.
ESTOU PARTICIPANDO TAMBÉM DESTA COLETIVA COM A INTERAÇÃO DE AMIGOS.
PASSE POR LÁ E CONFIRA.
http://sandrarandrade7.blogspot.com

Carinhosamente, vou te esperar.
Sandra

Desde já um feliz final de semana.

Marliborges disse...

Olá Canduxa!
Ai que coisa boa essa caminhada, a gente recarrega as baterias. Bacana mesmo. Obrigada por compartilhar. Beijo.

Andreia disse...

Olá querida,
obrigada por sua adorável visita.
tua partipação foi belíssima!
Que este outono nos renove e fortaleça os laços de nossas amizades.
Beijo na alma...

Olavo disse...

Excelente maneira de mostrar o outono..parabens
Abraços

JoeFather disse...

Hei hei que passeio maravilhoso, para qualquer estação!

Parabéns pela sua participação na postagem coletiva, deu-nos o prazer de um passeio por um lugar maravilhoso, abençoado belo Bom Deus!

Abraços renovados!

Poeta Mauro Rocha disse...

As estações caminham e a vida fica cada vez mais interesOla!!Bela participação nessa blogagem coletiva. Gostei do seu blog, interessante!!

Um abraço!!

FlorAlpina disse...

Canduxa,
Obrigada por este magnifico passeio!

Bjs dos Alpes

manuela baptista disse...

Canduxa!

estou cansada, preciso mesmo de beber um copo de água!

Lindo este passeio pelo Gerês e que saudades senti

porque o conheço bem e ainda sei qual é o seu cheiro...

beijinhos

Manuela

Multiolhares disse...

Canduxa,
Parabéns pela colectiva, foi uma boa escolha, o Gerês é lindo demais, um passeio aí e ficamos com as energias renovadas,
beijinhos

Mari Amorim disse...

Olá!!!
que maravilhosa participação,parabéns!fico feliz com esta postagem que une e dá um colorido especial em nossas vidas.Desculpe-me,só pude vir hoje,tb participo desta festa.
Boas energias
Mari
http://sempretensoesamorcontos&causos.blogspot.com/

Lilá(s) disse...

Também gosto e faço caminhadas, essas paisagens são encantadoras,já fiz férias por aí e adorei.
Boa a reportagem.
Bjs

Aqui - Ali - Acolá disse...

Olá Canduxa bom dia:

Excelente post onde se pode ficar a conhecer um pouco desses lugares maravilhosos e que enriquece esta postagem colectiva em que acho ser uma óptima ideia para que numa união deste grupo de amigos se possa fazer uma plenitude de força e sincera amizade entre todos os que nesta blogagem participam.

Espero poder vir aqui mais vezes a este lindo blogue, sempre que queira visitar o meu será recebida com muito carinho e amizade que faz parte de todos nós.

Bjos, bom Domingo cheio de paz alegria.

Deia disse...

Canduxa, leve-nos com você a cada passeio! Que linda maneira de contar um Outono, falando dele no momento presente - e com os lábios vermelhos da frutinha com gosto de infância! Delicioso, é a palavra que me vem à cabeça! Ficarei imensamente feliz se puder visitar-me no meu Outono, lá no meu blog, rumoaescrita.blogspot.com. Um beijo, Deia

Tidus disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
alegria de viver disse...

Querida amiga
Vou escrever que fiquei com inveja sem nenhum problema, é uma inveja boa, de saudades. Enquanto lia me transportei e fiz a caminhada, foi uma delícia, claro que senti todos os cheiros que só nosso país tem, essa natureza maravilhosa, de um perfume jamais sentido, esse jardim plantado a beira mar.
Vamos parar por aqui, as lágrimas precisam parar de cair, é uma mistura de felicidade, de alegria e de muitas saudades.
Seu passeio foi lindo e muito bem descrito, escreve com o coração.
Com muito carinho BJS.

Flávia disse...

Que delícia de caminhada!!! Eu, outra amante das corridas e caminhadas na natureza, me vi ao lado do grupo.
E o cenário? Típico dos filmes que vemos nas tardes frias. Adorei!
Beijos

serpai disse...

Olá Canduxa!

Que lindas fotos e que beleza nos deixas nas tuas palavras...
Dá vontade de conhecer, assim como a linda cidade do Porto, onde também mora uma grande amiga minha.
Também tem um blog lindo, os Estados de Alma!

Oxalá a minha participação, neste Outono colectivo, te agrade tanto como me agradou a tua...

Sergio (Argentina).

Ana Lúcia Porto disse...

Oi Canduxa,

Deve ter sido uma caminhada e tanto... De fato, o lugar é lindo. E que delícia de sol..., num céu maravilhoso...

Enfim, um excelente passeio de "outono no Gerês".

Beijos,

Sofia Duarte disse...

Surgiram uns problemas, por isso ando agora a visitar os blogs das blogagens...hihi

Adoraste a visita e eu adorei visitar!!!

Digo-te que nunca andei pelo Gerês, mas fiz muitas outras caminhadas algures por Portugal e a maravilhosa vontade de repetir sempre se junta à saudade...

O melhor de tudo são aqueles que nos acompanham, quer na vida, quer a fazer caminhadas! Por isso é que a natureza se torna tão bela, quando nos sentimos parte dela e vivemos tudo em união com quem está próximo de nós...

Parabéns pelo teu testemunho! Continua quer a percorrer o teu caminho no teu blog, quer a viajar sobre o nosso mundo belo, tão belo... ^^

____
Aproveito para divulgar mais um pouco sobre um projecto que gostaria muito que visitassem,

São várias personagens, com postagens às Quartas-Feiras e aos Sábados, em que cada personagem conta as situações no seu ponto de vista com passados conturbados, cheios de mistérios e muitos podres, a situação piora quando eventos do passado voltam para assombra-las; Memórias, pessoas, crimes passionais e tudo mais.

Tomem em conta de que somos apenas amadoras, escrevemos por amor a camisola e não é nada de muito Espectacular!!
Para puderem visitar,
http://theunforgivensouls.blogspot.com

Eu acredito imenso no sucesso deste projecto, mas claro que sem divulgação ninguém toma conhecimento, por isso resolvi deixarvos um pouco sobre o assunto juntamente com os meus comentários da blogagem colectiva.
E peço desde já desculpa por qualquer incómodo que cause.

Um abraço!

*Lisa_B* disse...

Querida amiga,
gostei de ver, ler e te saber bem neste passeio revigorante...caminhar no meio de natureza bela e pura faz be à alma.
Beijinhos com carinho